Posts

Tecnologia e inovação para os pequenos negócios

como micro e pequenas empresas podem utilizar e se beneficiar da transformação digital

20.10.21 - 03H39 Por camillalima

Pré-venda, venda e pós-venda. Não basta só estar presente em canais digitais para se considerar uma empresa digital. A experiência precisa ser completa. É o que defende Arthur Frota, CEO da Tallos, empresa cearense de tecnologia. “Sua empresa tem um site? Este site é responsivo? O seu atendimento é ágil e inteligente? Analise todos esses pontos”, destaca. 

E a máxima vale tanto para aquelas empresas que já nasceram no digital como para as tradicionais que precisaram se adaptar ao novo contexto. Marcos Tiago Pereira Torres, 27, e Diego Eloia Limao, 28, ainda eram apenas amigos quando tiveram uma péssima experiência num restaurante: estabelecimento lotado, atendimento demorado, pedido errado. Nesse dia, até a conta veio errada.

Olhando em perspectiva para aquela cena, os dois amigos perceberam um acessório em comum a todos no local: o celular. E pensaram: Por que não conectar clientes à equipe de garçons e agilizar todo o processo? Surgia ali uma ideia de negócio, que tinha como objetivo resolver aquele problema. Um aplicativo, que eliminasse a necessidade de cardápio e conta física e, de quebra, ainda possibilitasse fazer o pedido pelo celular.

“Nós resolvemos a vida de 3 pessoas dentro do ecossistema gastronômico: a do cliente, que ao ler um simples QR Code consegue se conectar com os operadores e realizar tudo que deseja através de um clique. Dos garçons, que não precisam mais estar correndo de um lado pro outro para anotar um simples pedido ou entregar uma conta, desestressando muito o dia a dia deles e deixando eles livres para focar em entrega e relacionamento. E, por fim, a vida de donos de bares e restaurantes, que conseguem ter um time mais enxuto, dados mais assertivos sobre comportamento de consumo e um ambiente 100% digitalizado.”, explica Tiago, que juntamente com o, agora sócio, Diego desenvolveram o aplicativo Servit, que também é uma solução web, para que os usuários utilizem a ferramenta sem a necessidade de fazer um download para isso. 

A plataforma foi lançada em setembro de 2020, auge da pandemia, o que facilitou os processos, principalmente, pensando em relação as medidas de segurança contra a Covid-19. Aqui, a tecnologia foi o ponto de partida para a criação da plataforma e por isso mesmo ainda mais imprescindível para o negócio: “A tecnologia é o core do nosso negócio. A Servit nasceu através dela e se baseia nela para inovações”.

Diferencial competitivo

Mas apesar das facilidades trazidas pela inovação e tecnologia, a concorrência também é um fator a se levar em conta, o que aumenta os desafios neste ambiente, e por isso mesmo a importância de conseguir se diferenciar: “Apesar de o mercado ser gigante, você encontra negócios dominantes em suas áreas, mas para cada produto existem novas necessidades e demandas, basta o empreendedor entender essas gaps e crescer neles”, afirma Tiago. 

Arthur leva essa máxima ainda mais a fundo: “Conseguir espaço no mercado não é uma tarefa fácil. Em geral, as empresas oferecem os mesmos produtos, a diferença é como ele é ofertado, qual a experiência do cliente com o produto e até de compra. É preciso usar ferramentas inteligentes e ágeis para se destacar e manter o negócio, principalmente quando é médio ou pequeno. A digitalização é quase uma obrigatoriedade na sociedade de hoje, onde tudo é muito rápido e está a um clique. Sem ela, dificilmente um negócio consegue se destacar entre grandes empresas”, defende. 

O especialista em tecnologia, afirma ainda que uma das vantagens de estar no digital é poder conhecer melhor o público que consome o produto, e isso gera um maior engajamento. “Assim, as empresas podem desenvolver produtos e estratégias de venda mais assertivas”. Mas uma grande dor de quem não é especialista no assunto é: como ter uma boa presença no digital? 

Arthur explica que o primeiro passo é definir os objetivos da sua empresa; valores, visão e propósito. Isso precisa ficar claro para os colaboradores e, depois, para o público externo. E completa: “ Feito isso, é hora de fortalecer o branding. Ou seja, mostrar quem é a sua marca. Foque em encontrar a sua persona, saber pra quem você vende e como essa pessoa se comunica. Crie uma identidade visual, mantenha a sua comunicação coerente com os seus valores. Isso tudo vai fazer com que as pessoas enxerguem o valor da sua marca para além do produto”.

Acompanhe o Movimento Empreender

Tudo o que você precisa saber para impulsionar o seu negócio – ou para tirar a sua ideia do papel, você encontra no Movimento Empreender. São cursos, palestras, podcasts, lives, com participação de convidados especiais, e histórias de sucesso de empreendedores, que certamente trarão uma nova perspectiva para o seu negócio. Estamos presente em todas as plataformas, trazendo um conteúdo pensado por especialistas para levar até você capacitação, desenvolvimento e uma dose extra de criatividade. 

Curso de extensão (modalidade EAD)

GRATUITO e em formato de ensino à distância (EAD), o curso,Transformação Digital para Micro e Pequenas Empresas, tem carga horária de 160 horas/aulas e emissão de certificado pela UFC. Serão trabalhados 12 temas contemporâneos, que têm como principal fundamento abordar os conceitos, práticas e técnicas para projetar a estratégia de transformação digital do seu negócio.

Webinar

De 27 a 29 de outubro/ 25 e 26 de novembro

Serão 5 dias de evento com especialistas focados na tecnologia para fazer seu negócio chegar mais longe no digital. A inscrição é gratuita e o Webinar acontece por meio da plataforma Zoom, com transmissão ao vivo pelas redes sociais da FDR.

Participe! Inscreva-se agora:

www.movimentoempreender.com

Confira ainda:

Notícias Relacionadas